0
0 items
Adicione produtos a sua lista, basta clicar em Pedir orçamento na tela do produto!

Carrinho

Por que a análise de Enxofre (ASTM D5453) e Nitrogênio (ASTM D4629) é tão importante?

Por que a análise de Enxofre (ASTM D5453) e Nitrogênio (ASTM D4629) é tão importante?

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Pequeno aumento no NO2 ligado ao aumento de mortes cardíacas e respiratórias

Uma equipe de pesquisadores internacionais analisou as concentrações diárias de NO2 em 398 cidades em 22 países de baixa e alta renda ao longo de um período de 45 anos.

Houve um total de 62,8 milhões de mortes durante o período de 45 anos do estudo, dos quais 31,5% estavam relacionados a problemas cardiovasculares e 8,7% estavam relacionados a problemas respiratórios.

Os pesquisadores descobriram que na média, um aumento de 10 µg/m³ na concentração de NO2 no dia anterior, estava associado com um aumento de 0,46% e 0,37% no total das mortes cardiovasculares e respiratórias, respectivamente.

Do British Medical Journal publicado em 26 de março de 2021.

Fonte: Air Quality News – https://airqualitynews.com/2021/03/26/small-increase-in-no2-linked-to-increased-heart-and-respiratory-deaths/

O que é o NO2 e como ele entra no ar?

O Dióxido de Nitrogênio (NO2) é um de um grupo de gases altamente reativos conhecidos como óxidos de nitrogênio ou óxidos nitrogenados (NOx).

Outros óxidos de nitrogênio incluem ácido nitroso e ácido nítrico. O NO2 é utilizado como o indicador para o maior grupo de óxidos de nitrogênio.

O NO2 entra no ar principalmente pela queima de combustível. O NO2 se forma a partir das emissões de carros, caminhões e ônibus, usinas de energia e maquinários.

Efeitos do NO2

Efeitos à saúde: Respirar ar com uma alta concentração de NO2 pode irritar as vias aéreas no sistema respiratório humano. Tais exposições por curtos períodos podem agravar doenças respiratórias, particularmente asma, levando a sintomas respiratórios (como tosse, respiração ofegante ou dificuldade de respirar), internações hospitalares e visitas a prontos-socorros. Exposições mais longas a concentrações elevadas de NO2 podem contribuir para o desenvolvimento de asma e aumentar potencialmente a suscetibilidade para infecções respiratórias. Pessoas com asma, bem como crianças e idosos, geralmente apresentam riscos maiores de sofrer os efeitos de NO2 na saúde.

O NO2, junto com outros NOx, reage com outros compostos químicos no ar para formar material particulado e ozônio. Ambos também são prejudiciais quando inalados devido aos efeitos no sistema respiratório.

Efeitos ambientais: O NO2 e outros NOx, interagem com água oxigênio e outros compostos químicos na atmosfera para formar a chuva ácida. A chuva ácida prejudica ecossistemas sensíveis como lagos e florestas.

As partículas de nitrato que resultam do NOx tornam o ar nebuloso e difícil de enxergar através dele. Isso afeta os parques e mirantes conhecidos pela vista deslumbrante.

O NOx na atmosfera contribui para a poluição de nutrientes nas águas litorâneas.

Fonte: Website EPA.gov

Onde encontramos NOx e SOx?

Órgãos reguladores em todo o mundo estabeleceram baixos níveis desafiadores de concentração permitidos de Enxofre e Nitrogênio em combustíveis orgânicos para o presente e futuro próximo, a fim de proteger o meio ambiente.

As refinarias de petróleo produzem uma ampla gama de emissões de ar e água que podem ser prejudiciais ao meio ambiente. Alguns dos contaminantes estão presentes no petróleo cru, enquanto outros são um resultado dos processos e operações de refino. As emissões de ar incluem dió

xido de enxofre (SO2) e dióxido de nitrogênio (NO2), que devem ser monitorados.

Durante os processos de produção de derivados de petróleo, os óxidos de nitrogênio (NOx) são formados nos gases dos fornos, que são corrosivos ao aço. Além disso, durante a reforma catalítica, a nafta é pré-tratada para remover contaminantes como cloreto, enxofre e nitrogênio que pode envenenar o catalisador. Logo após o produto final é enviado para mistura e armazenamento, o derivado de petróleo é tratado mais uma vez para remover as últimas quantidades de nitrogênio e enxofre completamente.

As refinarias precisam monitorar e controlar o teor de nitrogênio e enxofre total nas matérias-primas. Só assim é possível ajustar seus processos ao mais alto nível de eficiência e também é importante para proteger a qualidade dos combustíveis que leva a um meio ambiente mais limpo.

Como medimos NOx e SOx nesses processos?

Avançados analisadores elementares por combustão, como o ElemeNtS da PAC, oferecem análises rápidas, precisas e exatas de amostras líquidas, GLP, gases e sólidas. Eles são desenvolvidos para oferecer soluções padronizadas e customizadas para atender as necessidades analíticas atuais e futuras, variando de aplicações de baixos ppb a altos ppm.

Informações valiosas sobre uma amostra que contém ambos elementos são obtidas durante uma única análise. Com seu baixo limite de detecção é possível medir concentrações em níveis ppb. A detecção através de Quimioluminescência e Fluorescência-UV com combustão da amostra em alta temperatura são os métodos de referência para a determinação de Nitrogênio Total e Enxofre Total.

Calibrando analisadores de Nitrogênio Total e Enxofre Total

A ASI possui uma gama completa de Padrões de Calibração rastreáveis NIST preparados de acordo com as diretrizes de acreditação ISO 17034 que cobrem as faixas elementares e matrizes desejadas para satisfazes esses Métodos ASTM. Veja a gama dos Padrões de Enxofre e Nitrogênio no site da ASI através do link: Sulfur and Nitrogen Calibration Stds.

  • ASTM D5453-19a – Método de Teste Padrão para a Determinação de Enxofre Total em Hidrocarbonetos Leves, Combustíveis de Motores com Ignição por Faísca, Combustíveis de Motores Diesel e Óleo de Motor por Fluorescência Ultravioleta
  • ASTM D4629-17 – Método de Teste Padrão para Traços de Nitrogênio em Hidrocarbonetos Líquidos por Injeção por Seringa/Insersor, Combustão Oxidativa e Detecção por Quimioluminescência
  • ASTM D7184-20 – Método de Teste Padrão para Nitrogênio Ultrabaixo em Hidrocarbonetos Aromáticos por Combustão Oxidativa e Detecção por Quimioluminescência em Pressão Reduzida

Precisa falar com a gente? Preencha o formulário e deixe sua mensagem. Retornaremos o mais breve possível.

×